Arquivo da categoria: Arte

www.diariografico.com

Recomendo vivamente este site a todos os amantes de diários gráficos, mas principalmente aos que não encontram sentido para a existencia do diário gráfico e para a importancia de ter um também. Tem trabalhos muito expressivos, e de enorme qualidade. Visitei o site e adorei, aposto que também vais gostar.

E para despertar um pouco a curiosidade de todos deixo aqui algumas imagens retiradas do site (www.diariografico.com)

(por Catarina Garcia)

 (por Maria Sasetti)

(por autor desconhecido)

(por Mariana Paisana)


Owl City – fireflies, Air – playground love, We are the world

Hey,

Deixo-vos hoje alguns videos que gostaria de partilhar convosco!

 

Pra começar, deixo-vos este video de uma musica que me agrada imenso. Logo que vi o video achei imensa piada, não pela qualidade do filme, que na minha opinião não é muito grande, mas pela interecção que há entre os sons e a imagem, principalmente na parte inicial.

Achei imensa piada ás ligações criadas, de certa forma, cada som parece despertar um movimento em determinado objecto.  Vejam!

( Owl City – fireflies)

 

 

Dexio-vos também um outro video, desta vez, não pela imagem mas apenas pelos sons. Adoro esta música, que me foi dada a conhecer por uma grande amiga e colega de turma ( http://barbaraoliveira.wordpress.com/ ) e gostava que prestassem particular atenção á primeira parte da mesma. Os sons são cuidadosamente trabalhados e dispostos de forma a criarem juntos uma harmonia fantastica. Espero que gostem tanto como eu!

(Air – Playground Love)

 

 

Para finalizar e, por pura curiosidade, deixo-vos também um outro video desta vez uma nova versão feita por vários artistas da actualidade da conhecidissima música composta por mickael Jackson e interpretada há 25 anos por imensas vozes que marcaram o mundo da musica que ainda hoje conhecemos.

We Are the World foi gravado em Janeiro de 1985 por 45 dos maiores nomes da música , com o objetivo de arrecadar fundos para o combate da fome em África. Os 45 “astros” formaram o grupo USA for Africa. O single rendeu então cerca de 55 milhões de dólares que reverteram a favor dos mais defavorecidos no continente Africano. We Are the World apresentava 44 vocalistas diferentes, incluindo Michael Jackson, Lionel, Harry Belafonte, Tina Turner, Cyndi Lauper, Diana Ross, Ray Charles, Stevie Wonder, entre muitos outros, e foi produzido por Quincy Jones, que também fez a regência do grupo. A venda atingiu 7 milhões de cópias só nos Estados Unidos, tornando-se um dos singles mais vendidos de todos os tempos.

Passados 25 anos da apresentação desse grande exito “we are the world”, juntaram-se vários artistas da actualidade como são exemplos  Kanye West, Snoop Dogg, Will.i.am, Akon, Nicole  Scherzinger, Mary J. Blige ,Janet Jackson, Miley Cyrus, Enrique Iglesias ,Jamie Foxx, Pink, Usher, Celine Dion, Fergie ,Lil Wayne ,Carlos Santana ,Akon, T-Pain, entre outros, para a criação de uma nova versão. 

A nova versão foi feita por dois motivos: comemorar o 25º aniversário da campanha originalmente gravada em 1985 e ainda com o objetivo de ajudar as vítimas dos terremotos no Haiti. A estréia ocorreu no dia 12 de fevereiro de 2010, na abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Vancouver, no Canadá.

Penso que foi uma iniciativa notável, no entanto, considero inadmissivel que determinadas das vozes participantes tenham sido convidadas a participar deixando de fora por sua vez outros artistas que, na minha opinião, seriam bem mais merecedores de participar como é o casa muito particular de Bono, vocalista dos u2, que tem participado activamente em inumeras campanhas de solidariedade e tem sido, na minha opinião mais uma vez, um grande icone e um exemplo a seguir.

(We Are The World, Remake – Help Haiti)


Pedro tudela

Hoje deixo-vos o trabalho de PEDRO TUDELA

A obra de Pedro Tudela tem-se centrado sobre a evidência material do objecto, do qual o som e os dispositivos físicos do seu registro ou difusão surgem como elementos compositivos. Em Sobre, a exposição que o artista agora apresenta no Museu de Serralves, o som resulta do espaço e dos objectos, demarcando e construindo os elementos com que nele nos deparamos.
Uma errância intermitente entre situações é proposta ao espectador, sendo o som um elemento condutor das associações e interrupções de percepções e sentidos que as várias obras apresentadas nos propiciam.

 

(Nascido em Viseu em 1962, Pedro Tudela estudou pintura na Espab. É professor na FBAUP desde 1999 e um dos principais nomes da instalção e da música tecno em Portugal. foi co-fundador do grupo missionário:
organizou exposições nacionais e internacionais de pintura, arte postal e performance  e autor e apresentador dos programas de rádio “escolhe um dedo” e “atmosfera reduzida” na xfm entre 1995 e 1996.

em 1992, por ocasião da exposição “mute…life” funda o colectivo multimedia mute life dept. É dj desde esta mesma altura. Colabora com o grupo virose e ingressa na [virose-associação cultural e recreativa] a partir de 2000, é co-fundador e um dos elementos do projecto de música electrónica @c, e um dos elementos da media label crónica. É também elemento do trio beat map, com miguel carvalhais e joão cruz.

Actualmente vive a trabalha no Porto e é autor de inumeras exposições que vos deixo ainda aqui:

Exposições individuais:

1984
¬ ”desenho/performance”, espaço lusitano, porto
¬ ”a one-man show”, galeria roma e pavia, porto1985
¬ ”o jogo da glória”, galeria eg, porto1986
¬ ”vulcões & vulconas”, galeria leo, lisboa
¬ ”portugal emigrante”, galeria roma e pavia, porto

1987
¬ ”pintura”, sala atlântica/galeria nasoni, porto

1988
¬ ”pedro tudela é piroso”, fórum viseu, viseu

1989
¬ ”pintura”, galeria diferença, lisboa

1990
¬ ”stereo: even flowers can hear you”, galeria atlântica, porto e galeria alda cortez, lisboa

1991
¬ ”artbreaks”, galeria atlântica, porto e lisboa

1992
¬ ”mute… life”, galeria atlântica, porto .arco 93 (stand gal. atlântica), madrid

1994/95
¬ ”one…fits all”, galeria nasoni, porto
¬ ”d’heart side”, galeria atlântica, porto

1996
¬ ”phase 3 eye can see”, canvas & companhia, porto

1997
¬ ”rastos”, fundação cupertino de miranda, v.n.famalicão

1998
¬ ”pintura e desenho”, casa museu almeida moreira, viseu
¬ ”pintura”, om galeria, coimbra
¬ ”still”, canvas & companhia, porto
¬ ”10 desenhos para crimes exemplares de max aub”, balleteatro auditório e galeria da restauração, porto

1999
¬ ”target”, circulo de artes plasticas [capc] , coimbra
¬ ”objectivo”, g galeria, viseu

2000
¬ ”série z” casa triângulo, s.paulo, brasil

2001
¬ ”pt12072001rj” [amores interpostos] espaço cultural sérgio porto, rio de janeiro, brasil
¬ ”ptfpa.cr” contos do rosário, porto
¬ ”frágil” galeria canvas, porto

2002
¬ ”1996/2001” galeria castelo 66, lagos

2003
¬ ”dupla sombra” com rui chafes, museu almeida moreira, viseu
¬ ”dupla sombra” com rui chafes, ah galeria, viseu

2004
¬ “salão +/- nobre” – instalação salão nobre do tnsj · teatro nacional de s. joão, porto
¬ ”sobre” museu de arte contemporânea serralves, porto

2005
¬ “…flexo” galeria graça brandão, porto
¬ “ubu’s” instalação no TeCa, porto
¬ “aufklärung” casa dos dias d’água, lisboa

 

exposições colectivas

1984
¬ ”12 pintores dos anos 80”, snba, lisboa
¬ ”tendências actuais”, galeria roma e pavia, porto
¬ ”novos novos”, snba, lisboa
¬ ”pintor personagem”, galeria roma e pavia, porto

1985
¬ arco 85 , stand espaço lusitano, madrid
¬ ”tendências actuais”, exposição itinerante, min. da cultura
¬ ”kis’85”, kunsan international show, institute of contemporary arts, kunsan national university, republic of korea

1986
¬ arco 86 , stand galeria nasoni, madrid
¬ ”pintura para 1986”, galeria roma e pavia, porto
¬ ”arte portuguesa da última década”, VII bienal de pontevedra
¬ ”arte portuguesa anos 80”, v bienal de v.n. de cerveira
¬ ”b’biennale”, salónica, grécia
¬ ”operação natal-gnr e roma e pavia”, cenografia com os pintores antónio olaio, antónio melo, seara e nuno santacruz · gnr, no auditório nacional carlos alberto, porto

1987
¬ arco 87, stand galeria nasoni, madrid
¬ ”obras em curso”, exposição colectiva com alda nobre e madalena coelho, galeria bertrand, lisboa e porto
¬ ”navegações”, coop. árvore, porto
¬ ”25 anos da coop. árvore, porto

1988
¬ arco 88 , stand sala atlântica galeria nasoni, madrid
¬ ”forum de arte contemporânea” stand galeria nasoni, forum picoas, lisboa

1989
¬ arco 89 , stand galeria atlântica, madrid
¬ artlondon , stand galeria atlântica, londres
¬ ”arte portuguesa contemporânea” museu nacional machado de castro, coimbra
¬ sagres 89 , pintura instalação na fortaleza, sagres
¬ ”la mirada dividida”, santander
¬ artla , stand galeria atlântica, los angeles, eua

1990
¬ artlondon , stand galeria atlântica, londres

1991
¬ arco 91 , stand galeria atlântica, madrid
¬ artlondon , stand galeria atlântica, londres
¬ ”tendências”, forum picoas, lisboa
¬ ”contingências”, casa das artes , s.e.c. , porto

1992
¬ arco 92 , stand galeria atlântica, madrid
¬ ”identidade / diversidade”,integrada na “lusitania/cultura portuguesa actual” círculo de bellas artes, madrid

1993
¬ ”jovens pintores da c.e.” seoul arts center, hangaram art gallery
¬ ”tradición,vangarda e modernidade do século xx portugués” auditorio de galicia, santiago de compostela

1995
¬ “esbap/fbaup” , edifício da alfândega do porto

1996
¬ ”constelações afectivas”, canvas & companhia, porto

1996/7
¬ ”farmácia”, associação nacional das farmácias, lisboa

1997
¬ ”bienal da maia 97” , forum da maia , maia – junta de castilha y león
¬ ”anatomias contemporâneas”, fundição de oeiras, oeiras
¬ ”accrochage I”, canvas & companhia, porto

1998
¬ arco 98, stand galeria canvas & companhia, madrid
¬ ”fundação radar- universos paralelos (e outros)”, cooperativa árvore, porto
¬ ”fisuras na percepción” – 25 bienal de arte de pontevedra, pazo de congresos e exposicións de pontevedra
¬ ”III bienal de arte aip’98-a escolha dos críticos de arte portuguesa contemporânea” – europarque s.m.feira
¬ ”accrochage II”, canvas & companhia, porto

1999
¬ arco 99, stand galeria canvas & companhia, madrid
¬ ”[pt.25]”, quartel. arte trabalho revolução- performance nas ruas da cidade do porto
¬ ”a idade do cacifo”, “quarto da dor / house of pain” – w. c. container – edifício artes em partes, porto
¬ ”prémio amadeu de sousa cardoso”, museu amadeu de sousa cardoso, amarante
¬ ”IV mostra unión fenosa” estación marítima, la coruña
¬ ”artistas do norte de portugal”, kulturhaus wiesloch, wiesloch e museu amadeu sousa cardoso, amarante
¬ “artistas dos anos 90 na colecção de serralves” museu alberto sampaio, guimarães

2000
¬ arco 2000, stand galeria canvas, madrid
¬ ”arte non stop”, mostra internacional no teatro taborda, lisboa
¬ ”o adeus ao escudo; os portugueses em portugal, na europa e com o euro.” III bienal de arte fcm”, guarda
¬ ”arritmias”, mercado ferreira borges, porto
¬ ”sonoro”, galeria zdb, lisboa
¬ “colecção banco privado para serralves”, museu de arte contemporânea serralves, porto
¬ ”accrochage III”, galeria canvas, porto

2001
¬ arco 2001, stand galeria canvas, madrid
¬ ”a experiência do lugar – arte&ciência”, lab. n.5 tec. farmaceutica, faculdade de farmàcia da universidade do porto, porto
¬ ”projecto para sala do artemosferas” artemosferas, porto
¬ ”o sangue entre o sonho e o medo”, teatro campo alegre, porto
¬ ”anteprimabovisa – milano europa 2000”, mostra internazionale d’arte contemporanea, pac e triennale, milano
¬ “+ de 20 grupos e episódios no porto do sec XX” com grupo missionário, MLd, @c e fundação radar, galeria do palácio, porto
¬ “citações/situações” galeria do palácio, porto
¬ “the sparring partners academy art collection · quem somos, de onde vimos, para onde vamos?”, galeria zdb, lisboa
¬ “regresso à condição”, ispv · casa-museu almeida moreira, viseu

2002
¬ arco 2002, stand galeria canvas, madrid
¬ “arte.público”, biblioteca do museu serralves, porto
¬ “quadrosfalantes”, sala museu do isep, porto
¬ “47º salon de montrouge”, salon européen des jeunes créateurs, paris · barcelona · amarante
¬ “quarto do coleccionador”, galeria canvas, porto
¬ “arte.público”, galeria 2 da culturgest, lisboa
¬ “cardinales”, marco . museu de arte contemporánea de vigo
¬ “os 4 elementos”, arte contemporânea portuguesa e brasileira. casa municipal da cultura. museu da pedra. cantanhede
¬ “colectiva”, proj.room. galeria graça brandão, porto

2003
¬ arco 2003, stand galeria graça brandão, madrid
¬ “banhos públicos”, centro de arte de s.j. da madeira
¬ “et puis voilá…”, ah galeria de arte contemporânea, viseu
¬ “accrochage”, galeria graça brandão, porto
¬ “coimbra c”, capc, coimbra

2004
¬ “PØRTUGÅL · 30 artists under 40” · the stenersen museum, oslo, norway
¬ arco 2004, stand galeria graça brandão, madrid
¬ ”fute.lomo” matéria prima ed. artes em partes + fnac, porto
¬ ”maco 2004 ” stand galeria graça brandão, méxico
¬ “pt_on_backing_vox” quartel. arte trabalho revolução, porto
¬ “penthouse – uma ocupação temporária ” rua de ceuta , 16, porto
¬ Art Basel Miami Beach, stand galeria graça brandão, usa

2005
¬ arco 2005, stand galeria graça brandão, madrid
¬ “Seducidos por el acidente”, Fundación Luís Seoane, Corunha
¬ “Paisagens/ Landscapes” Galeria Graça Brandão, Porto
¬ “Razão e Sensibilidade” · São Paulo , Brasil

 

"O Tiro", 1984 - Pedro Tudela

Op arte - pedro tudela

Para além dos trabalhos na área das artes plasticas/instalações, tem ainda um espóleo muito abrangente de produção sonora:

produções sonoras [selecção]

1992
¬ ”mute… life”. banda sonora para exposição “mute… life”. concebida e produzida com os músicos, alex fernandes e pedro almeida

1993
¬ ”take a walk inside”. concebida e produzida com o músico alex fernandes, para o trabalho “take a walk inside” para a exposição “tradición,vangarda e modernidade do século xx portugués”, auditorio de galicia, santiago de compostela. es

1994
¬ ”d’heart side”. concebida e produzida com o músico pedro almeida para a instalação “d’heart side” na galeria atlântica. porto. pt

1996
¬ ”phase 3 eye can see” concebida e produzida com o músico pedro almeida para a instalação “phase 3 eye can see” na galeria canvas & companhia, porto. pt

1997
¬ ”ex-pó”, banda sonora para o video-apresentação do livro “memória da intervenção”, [editado pela expo’98]
¬ ”contador-mor”, banda sonora composta com o músico pedro almeida, para a exposição de pedro morais na bêdêteca de lisboa. pt

1998
¬ ”still”, banda sonora gravada ao vivo para a instalação “still” na galeria canvas & companhia, porto. pt
¬ ”still. performance com MLd”, capela da fundação de serralves, porto. pt
¬ ”MLd – café concerto”, teatro rivoli, porto. pt
¬ ”radar bso”, incluído no projecto “fundação radar-universos paralelos (e outros)”, cooperativa árvore, porto. pt
¬ ”MLd na expo 98”, palco numero 6 da expo 98, lisboa. pt
¬ ”kind of…untitled” – ciclo de música contemporânea, balletetro auditório, porto. pt

1999
¬ concerto MLd no labirintho – quartel. arte trabalho revolução – porto. pt

2000
¬ “still” performance com MLd na re[mix] festa lançamento da casa da música porto 2001, porto.pt
¬ “matéria prima social club “1º concerto do projecto @c aniki bóbó, porto.pt
¬ ”scrensaver00” com o projecto @c, auditório da faculdade de belas artes do porto.pt
¬ ”bso para os jardins de serralves”, festa de aniversário do museu de arte contemporânea serralves, porto.pt
¬ ”berlier nächte” concerto no museu de arte contemporânea serralves com o projecto colectivo @c, porto.pt
¬ ”metropolis vs. mute life dept.” bso para o filme de fritz lang composta e tocada ao vivo com o colectivo MLd, grande auditório do rivoli teatro municipal, porto.pt
¬ “todo o desvio tem o seu preço”. concerto com @c+lia e forças amadas na galeria pedro oliveira, porto.pt
¬ ”co-lab” com @c+lia, encontros de música improvisada no pequeno auditório do rivoli teatro municipal do porto.pt
¬ “brg2000–evento zero” com @c+lia,(comemorações do bimilenário da cidade de braga) antigas instalações do tribunal judicial braga.pt
¬ “blue spot” com o projecto @c no coliseu, porto.pt
¬ “via: cidade. subúrbio. capital” área: transmissão . concerto com @c+lia, no forum municipal romeu correia, almada.pt
¬ “arte non stop” com o projecto @c no teatro taborda, lisboa.pt

2001
¬ inauguração do artemosferas, concerto com @c+lia no edifício artemosferas, porto. pt
¬ “todo o desvio tem o seu preço 2”. concerto com @c+lia e forças amadas, no teatro campo alegre, porto. pt
¬ “semana de portugal”. concerto com @c+lia na boca del lobo, madrid. es
¬ “stealing eyeballs” com @c+lia, k/haus, viena de austria. aus
¬ “eme · encontros de música experimental”com @c+lia, inatel, setúbal. pt
¬ “urbanlab”. dj set na inauguração da bienal da maia. pt
¬ “frágil”. concerto/inauguração da expo. “frágil”, com @c+lia+MLd, guernica café / galeria canvas, porto. pt
¬ “número festival” com @c+lia, pavilhão carlos lopes, lisboa. pt
¬ “+” · @c+lia concerto / lançamento do cd [+] anikibóbó, porto. pt
¬ “n_bloc” concerto @c+lia, maus hábitos, porto. pt

2002
¬ “transmediale” @c+lia concerto, haus der kulturen der welt, berlim. d
¬ “club_transmediale” @c+lia concerto, e-werk, berlim. d
¬ “offf” @c+lia concerto, universidad pompeu fabra, barcelona. es
¬ “+” @c+lia concerto, forum fnac, porto e matosinhos. pt
¬ “mcdonna2” concerto com o projecto desintegração, maus hábitos, porto. pt
¬ “@c+lia+fast fourier transformers” · maus hábitos, porto. pt
¬ “ifi_primer encontro de arte sonora e videocreación” @c+lia concerto · faculdade de belas artes, pontevedra. es
¬ “laptopas_sessions #5” @c + f f transformers · zdb, lisboa. pt
¬ “t0 · digital art generation” @c+lia concerto · public netbase, viena. aus
¬ “cinegrafias” f f transformers+@c+lia concerto multimedia · cam, lisboa. pt
¬ “aveiro síntese” @c+lia concerto, 1º festival internacional de música electroacústica de aveiro. pt
¬ “super stereo demonstration” @c+lia concerto, zdb, lisboa. pt
¬ ” là où je dors” bso e video para dança contemporânea de isabel barros, no grande auditório do rivoli teatro municipal, porto. pt

2003
¬ [electrónico / transforma] @c+lia, estgad, caldas da raínha. pt
¬ @+lia vademecwm, vigo. es
¬ “crónica release event” live act na sinsal audio, vigo. es
¬ “crónica release event” live act no anikibóbó, porto. pt
¬ “crónica release event” live act na op art, lisboa. pt
¬ @+lia [sonic light 2003] paradiso, amsterdam, holland
¬ @+lia [lovebytes 2003] showroom cinema, sheffield. uk
¬ pedro tudela + return live act [ifi festival], pazo da cultura, multiusos, pontevedra. es
¬ @c+lia teatro viriato, viseu. pt
¬ “há palavras que nos beijam” com pedro tudela+forçasamadas, auditório da biblioteca municipal almeida garrett, porto. pt
¬ “custom eyes” exhibition opening · beat map , fabrica features, lisboa.pt
¬ @c +lia grande hall do centro cultural de belém, lisboa.pt
¬ “eme 2003” concerto com miguel carvalhais, pedro tudela, manuel mota, joão hora e Lia, na igreja do castelo de palmela.pt
¬ “onde a sombra acaba”. performance com @c+lia+forças amadas, no teatro campo alegre, porto. pt
¬ @c +lia sonicscope · número festival · gare marítima de alcântara, lisboa.pt
¬ pedro tudela+return live act and beat_map hdj set · crónica showcase exd 2003 · lounging space, cinema s.jorge, lisboa.pt
¬ @c +lia · transmediale extended vol.1 · museum of contemporary art, santiago de chile.cl
¬ @c + andy gangadeen + lia · atlantic waves 2003 · 93 feet east, london.uk
¬ @c +lia + vitor joaquim · ultrasound festival 2003, huddersfield.uk
¬ beat_map hdj · blue spot festival, porto.pt

2004
¬ paulo raposo & marc behrens + miguel carvalhais & pedro tudela + return, release event of further consequences of reinterpretation by paulo raposo & marc behrens, rivoli, porto.pt
¬ paulo raposo & marc behrens + miguel carvalhais & pedro tudela + return, release event of further consequences of reinterpretation by paulo raposo & marc behrens, zdb, lisboa.pt
¬ @c+lia apresentação/concerto “v3”, auditóri da esap, porto.pt
¬ pedro tudela & agf · concerto, auditório serralves, museu de arte contemporânea serralves, porto.pt
¬ @c+lia “crónica all stars at the serralves birthday party”, casa de serralves, porto.pt
¬ @c+lia, casa dos dias d’água, lisboa.pt
¬ @c+joe giardullo+vitor joaquim, maus hábitos, porto.pt
¬ @c+lia+ joão hora, festival internacional de curtas metragens, vila do conde.pt
¬ @c+lia, Hi-TeCA, teatro de carlos alberto, porto.pt
¬ @c+pure+vitor joaquim, zdb, lisboa.pt
¬ @c “videozone 2”, jah pan, tel aviv.il
¬ @c “criar 1 lugar”, casa da música underground station, porto.pt

2005
¬ Ciclo Multiplismos – Pedro Tudela/ Miguel Carvalhais / Carlos Santos / Vitor Joaquim / Rui Costa / Diogo Valério / André Gonçalves + Paulo Curado, ZDB, Lisboa.pt
¬ @c, penthouse, rua de ceuta 16, porto
¬ @c+lia, zemos98_7, sala endanza, sevilla
¬ @c / Vitor Joaquim – atelierfrankfurt, hohenstaufenstr. 27, Frankfurt.de
¬ @c / Vitor Joaquim + Fried Dähn – Fluctuating Images, Stuttgart.de
¬ @c / Vitor Joaquim – Weezie / Galerie für Zeitgenössische Kunst, Leipzig.de
¬ @c / Vitor Joaquim – Ausland, Berlin.de
¬ @c / Vitor Joaquim – Hörbar, Hamburg.de
¬ @c / Vitor Joaquim + Harald Sack Ziegler – Mülheimer Freiheit 126, Köln.de
¬ V Joaquim, M Carvalhais, P Tudela, C Santos, E Buchinho, J Hora, P Almeida – Laptop Non Stop (Hip Chips), ZDB, Lisboa.pt
¬ V Joaquim, M Carvalhais, P Tudela, C Zíngaro, C Santos, P Almeida, Á Barbosa, J Cruz – Laptop Non Stop (Hip Chips), Universidade Católica, Porto.pt
¬ Pedro Tudela – brg2005 festival, Braga.pt

Já nesta área, deixo-vos aqui alguns videos que encontrei deste mesmo autor:


Joana Vasconcelos

Enquanto pesquisava instalações e artistas de nome nesta área, encontrei uma artista que me agradou particularmente. Tive o primeiro contacto com as instalações de Joana Vasconcelos numa das visitas de estudo a lisboa no décimo ano, no CCB e o meu interesse pelo seu trabalho foi agora redespertado.

Pesquisei algumas obras assim como a biografia da autora que vos deixo aqui! O seu trabalho é  muito interessante do meu ponto de vista, espero que gostem tanto como eu! 😉

Joana Vasconcelos nasceu em Paris a 8 de Novembro de 1971 e é uma artista plástica portuguesa contemporânea, considerada como uma das mais marcantes da última década. Formou-se no AR.CO, em 1996. Trabalha frequentemente com a escultura e a instalação. A sua mais famosa obra, Nectar pertence à Colecção Berardo e está exposta no Museu Colecção Berardo, instalado no CCB. Muitos dos seus trabalhos estão patentes em colecções privadas europeias. Na Bienal de Veneza, em 2005, a artista representou Portugal com A Noiva. Já ganhou diversos prémios, incluindo o concurso do Museu Berardo (ver mais a baixo os prémios ganhos pela autora).

Em Fevereiro de 2008  inaugurou na Pinacoteca de São Paulo, o projecto “Contaminação”, descrito como “um corpo têxtil, colorido, disforme e tentacular”.

Em 30 de junho de 2009, uma das suas obras intitulada “Coração Independente Dourado” foi leiloada na Christie’s por 192 mil euros. A peça foi arrematada por uma coleccionadora britânica anónima, que a “emprestou” ao Museu Berardo, em Lisboa onde está ainda exposta.

Joana Vasconcelos ganhou vários prémios entre eles: o Prémio Fundo Tabaqueira Arte Pública (2003) e, como referi anteriormente um prémio pelo CCB que incluia a exposição de mais uma obra da autora no Museu Colecção Berardo.

Vejamos agora algumas instalações/esculturas:

“coração independente preto” – Joana Vasconcelos
“Dorothy” – Joana Vasconcelos
“A Joia do Tejo” – Joana Vasconcelos
“Nectar” – Joana Vasconcelos
“O Formoso” – Joana Vasconcelos
“Varina” – Joana Vasconcelos

 

 

 

 

 

(Caso vos agrade, deixo aqui o link do site oficial de Joana Vasconcelos, vistitem-no: http://www.joanavasconcelos.com/)


Instalação

Uma vez que o projecto que estamos a desnvolver actualmente em oficina multimédia tem como finalidade a criação de uma instação estive a pesquisar algumas coisas na net que gostava de partilhar connvosco. 

Para quem não sabes, a arte de instalações, também denominada de krafts, é uma manifestação artística muito usual apartir de meados do século XX onde a obra é composta pelo autor num ambiente criado, fecahdo ou não, e que joga com a organização dos elementos que compoem a obra. Assim, a disposição de elementos no espaço tem sempre uma intenção – normalmente de criar uma relação com o espectador, isto é, provocar sensações tanto fisicas como emocionais: frio, calor, odores, som, medo, curiosidade, ou coisas que simplesmente chamem a atenção do público em redor. 

Deixo-vos agora algumas obras que encontrei na net cujos autores desconheço mas que me agradaram realmente: 

 

Instalação de Alan Campos

 

instalação 3 – autor desconhecidoinstalação

instalação 4 – autor desconhecido

instalação 5 - autor desconhecido

 

instalação 2 - autor desconhecido


Hands/body painting

Como auxilio á realização do projecto da responsabilidade social de oficina multimédia, que podem ver aqui (https://claudiampereira.wordpress.com/2010/01/22/responsabilidade-social/) e que teve como base a mão humana, fiz algumas pesquisas das quais surgiram, para além das imagens base do projecto, imagens ás quais achei imensa piada apesar de não as ter integrado no projecto, motivo pelo qual vos deixo agora aqui alguns exemplos. De todas elas, existe uma técnica que me agradou particularmente denominada de “hand painting” sobre a qual vou focar este meu post. Esta tecnica mistura a pintura e as mão usando-as como meio para demonstrar aquilo que se transforma numa forma de arte tão expressiva como qualquer outra.

Deixo aqui alguns exemplos:

hand painting (autor desconhecido)

 

 Apartir daqui, alarguei a minha pesquisa e encontrei algumas imagens de expressão tanto faceal como corporal que também me agradaram muito. A estas tecnicas chamam-se por sua vez “face paintig” e “body painting” respectivamente. Espero que gostem tanto como eu!

body painting (autor desconhecido)

 

Face painting (autor desconhecido)

 

Face painting

 

body painting (autor desconhecido)

 

body painting (autor desconhecido)

 

body painting (autor desconhecido)

T-shirts engraçadas

Hey,

Hoje, durante mais uma das minhas pesquisas na net encontrei um site ao qual achei imensa piada. Na verdade, trata-se de uma iniciativa com origem no reino unido (motivo pelo qual todas as ilustrações estão em Inglês) que consiste em ensinar algo novo todos os dias, daí o nome do projecto: Learn Something Every Day. Assim, todos os dias é publicada no site uma ilustração referente a uma curiosidade completamente novo para  a maior parte das pessoas. As temáticas das ilustrações são variadissimas e fazem-se sempre acompanhar por um pequeno texto que contextualiza a imagem. Existem imagens com um sentido mais lúdico, para os mais divertidos, e outras mais sérias, com verdadeiras curiosidades para os mais curiosos! 

Este site é, não só um site informativo com o objectivo de dar a aprender algo novo todos os dias, como também, uma pequea lojinha virtual onde os autores têm disponiveis t-shirts com cada uma das suas ilustrações.

Achei imensa piada ao site a concelho que o vejam:  http://www.learnsomethingeveryday.co.uk/

(Deixo-vos ainda algumas imagens retiradas do mesmo site)

 

 

 

 

 

 Há ainda a propósito deste tema, um site semelhantes, mas todo esse muito mais cómico que podem também visitar (http://www.caoazul.com/). Este site foi criado exactamente como uma loja online, motivo pelo qual, muitas das t-shirts só farão realmente sentido se tivermos em atenção que serão realmente para serem usadas no dia-a-dia.

(deixo-vos igualmente algumas imagens retiradas do site do cão azul, espero que gostem;))